...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

Técnicos Industriais do Brasil vencem mais uma batalha judicial

A 4º Vara Federal Cível da SJDF decidiu por denegar o Mandado de Segurança Cível impetrado contra a Resolução 102 de 25 de julho de 2020, a referida resolução trata das atribuições dos Técnicos em Geologia e dá outras providencias.

A sentença proferida pelo Meritíssimo Sr. FREDERICO BOTELHO DE BARROS VIANA, reproduziu o parecer do Ministério Público Federal sobre o mesmo tema, assinado pelo Doutor Procurador CARLOS HENRIQUE MARTINS LIMA.

Contra os argumentos do impetrante que solicitava a nulidade da Resolução CFT 102/2020, argumentando que a mesma exorbitava as prerrogativas do Conselho Federal dos Técnicos Industriais, O Meritíssimo Sr. Juiz decidiu, que todos os artigos que ora eram questionados tanto no Ministério Público Federal, quanto, na Justiça Federal, se tratavam de prerrogativas imputadas na Lei 5524/1968 e no Decreto 90922/85, não tendo nenhuma ilegalidade na legislação proferida pelo Plenário do CFT, sito, Resolução nº 102/2020.

Conforme reescrito na sentença o parecer do Ministério Público: “(…) A norma realça o campo de atuação profissional do técnico, de modo que permita a coexistência dessa atividade laboral com as demais profissões da área.”

Assim fica reforçado que o Conselho Federal dos Técnicos Industriais – CFT, vem desde 2018 regulamentando as profissões que estão no Catalogo Nacional de Técnicos Industriais do MEC- Ministério da Educação. Tem regulamentado com o mais precioso respeito e consideração por todas as profissões, sem em nenhum momento exorbitar as atribuições, nem sobrepor uma profissão contra outra. Responsabilidade e respeito tem sido a marca da atual direção do CFT, por isso o CFT tem vencido todas as batalhas judiciais.

Últimas notícias

Conselho Federal recebe homenagem no Rio Grande do Sul

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) recebeu homenagem da Câmara de Vereadores do município de Bagé. O Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Rio…
Ler mais...

Lei Nº 13.639 – Parte 4

Competências do Conselho Federal
Ler mais...

Justiça Federal ratifica competência do Conselho Federal dos Técnicos Industriais

Sentença assinada pelo juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, titular da 14ª Vara Federal da Seção Judiciaria do Distrito Federal, proferida no dia 24 de novembro,…
Ler mais...

Técnicos Industriais do Brasil vencem mais uma batalha judicial

A 4º Vara Federal Cível da SJDF decidiu por denegar o Mandado de Segurança Cível impetrado contra a Resolução 102 de 25 de julho de 2020, a referida resolução trata das atribuições dos Técnicos em Geologia e dá outras providencias.

A sentença proferida pelo Meritíssimo Sr. FREDERICO BOTELHO DE BARROS VIANA, reproduziu o parecer do Ministério Público Federal sobre o mesmo tema, assinado pelo Doutor Procurador CARLOS HENRIQUE MARTINS LIMA.

Contra os argumentos do impetrante que solicitava a nulidade da Resolução CFT 102/2020, argumentando que a mesma exorbitava as prerrogativas do Conselho Federal dos Técnicos Industriais, O Meritíssimo Sr. Juiz decidiu, que todos os artigos que ora eram questionados tanto no Ministério Público Federal, quanto, na Justiça Federal, se tratavam de prerrogativas imputadas na Lei 5524/1968 e no Decreto 90922/85, não tendo nenhuma ilegalidade na legislação proferida pelo Plenário do CFT, sito, Resolução nº 102/2020.

Conforme reescrito na sentença o parecer do Ministério Público: “(…) A norma realça o campo de atuação profissional do técnico, de modo que permita a coexistência dessa atividade laboral com as demais profissões da área.”

Assim fica reforçado que o Conselho Federal dos Técnicos Industriais – CFT, vem desde 2018 regulamentando as profissões que estão no Catalogo Nacional de Técnicos Industriais do MEC- Ministério da Educação. Tem regulamentado com o mais precioso respeito e consideração por todas as profissões, sem em nenhum momento exorbitar as atribuições, nem sobrepor uma profissão contra outra. Responsabilidade e respeito tem sido a marca da atual direção do CFT, por isso o CFT tem vencido todas as batalhas judiciais.