RESULTADO DAS ELEIÇÕES DOS CRTs

  • 11 de janeiro de 2019

CFT anuncia o resultado e parabeniza as diretorias executivas eleitas para os CRTs

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) anuncia as chapas vencedoras nas eleições dos Conselhos Regionais dos Técnicos Industriais (CRTs) realizadas no dia 9 de janeiro de 2019:

CRT-01

Conselho Regional dos Técnicos Industriais da Primeira Região: Acre, Amazonas, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima e Tocantins

Chapa 1: “Liberdade e Trabalho”

Presidente eleito: Luis Roberto Dias 

CRT-03

Conselho Regional dos Técnicos Industriais da Terceira Região: Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Sergipe

Chapa 3: “União e Solidariedade”

Presidente eleito: Jessé Barbosa Lira

CRT-04

Conselho Regional dos Técnicos Industriais da Quarta Região: Paraná e Santa Catarina

Chapa 1

Presidente eleito: Waldir Aparecido Rosa

CRT-BA

Conselho Regional dos Técnicos Industriais da Bahia

Chapa 1: “Técnicos Avante”

Presidente eleito: Sandro Augusto Vieira da Silva 

CRT-ES

Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Espírito Santo

Chapa 1: “União e Solidariedade”

Presidente eleito: Aluyr Carlos Zon Junior 

CRT-MG

Conselho Regional dos Técnicos Industriais de Minas Gerais

Chapa 1: “Força e União”

Presidente eleito: Nilson da Silva Rocha 

CRT-RN

Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Rio Grande do Norte

Chapa 1

Presidente eleito: Jeronimo Trindade 

CRT-RS

Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Rio Grande do Sul

Chapa 1: “Construindo o Futuro”

Presidente eleito: Ricardo Nerbas 

CRT-SP

Conselho Regional dos Técnicos Industriais de São Paulo

Chapa 1: “Juntos por um Conselho mais Forte”

Presidente eleito: Gilberto Takao Sakamoto

Em relação ao CRT-RJ – Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Rio de Janeiro e ao CRT-02 – Conselho Regional dos Técnicos Industriais da Segunda Região que alocará os profissionais do Amapá, Ceará, Maranhão, Pará e Piauí, os resultados ainda não foram homologados.

O CFT parabeniza as diretorias executivas eleitas e deseja sorte aos gestores nessa importantíssima responsabilidade de fiscalizar o exercício da profissão dos técnicos e defender a sociedade em seus respectivos estados ou regiões.