...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors
Buscar em posts
Buscar em páginas

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

“O Exercício Profissional Conectado à Proteção da Sociedade”

Reunião nacional organizado pelo Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 4ª Região (CRT-04) destacou a importância do respeito às normas técnicas de segurança no exercício profissional.

O Exercício Profissional Conectado à Proteção da Sociedade“. Este foi o tema do seminário nacional organizado pelo Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 4ª Região (CRT-04) com a finalidade de demonstrar a importâncias do respeito às normas de segurança no exercício profissional. O evento técnico, realizado em Curitiba (PR) na última sexta-feira (17), contou com a presença de dirigentes do Sistema CFT/CRTs, conselheiros federais e regionais, além de técnicos industriais que atuam nos estados do Paraná, Santa Catarina e demais estados brasileiros.

Palavra do presidente

Na avaliação do presidente do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), o seminário promove a valorização da categoria e evidencia a responsabilidade profissional dos técnicos industriais que prestam serviço à sociedade. Solomar Rockembach, que também é técnico aposentado em Eletrônica, ressalta que a iniciativa do CRT-04 reuniu lideranças e profissionais multiplicadores da formação técnica, da segurança do trabalho e do compromisso do Sistema CFT/CRTs em fiscalizar o exercício legal da profissão.

O presidente do conselho regional que abrange os estados do Paraná e Santa Catarina afirma que os objetivos da programação foram alcançados. Waldir Aparecido Rosa ressalta que a proposta do seminário foi promover a capacitação técnica, a valorização profissional e estimular a sociedade a contratar profissionais registrados e habilitados no respectivo conselho de classe. “O CRT-04, assim como os demais regionais do Sistema CFT/CRTs, têm como o compromisso de fiscalizar o exercício legal da profissão e proteger a sociedade. Com este seminário, reforçamos ainda mais as metas da nossa gestão”, salientou o dirigente.

Palestras

Além das normas técnicas as palestras também trataram de segurança em sistemas térmicos, segurança em edificações e segurança em instalações elétricas. No fim do evento, foi realizada uma roda conversa entre palestrantes e o público presente. No final, houve uma mesa de debates com a presença dos palestrantes, quando os participantes tiveram a oportunidade de esclarecer dúvidas.

Proteção à vida

A primeira palestra, intitulada “A Importância das Normas Técnicas – NR1”, foi ministrada pelo  professor em segurança no trabalho, Nélson Dï Souza. “Entendo que a proteção à vida começa junto a nós, técnicos industriais, estendendo-se à sociedade como um todo”, disse. O especialista destacou a questão do assédio e outras formas de violência no ambiente de trabalho, cuja prevenção e combate passam a ter especial atenção na CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), conforme descrito na Norma Regulamentadora-01 (criada em 2018 e que passou a vigorar a partir de janeiro de 2022).  “Sem dúvidas, esse novo regramento tem de ser observado com muita atenção, pois moderniza as relações de trabalho”, salientou Nélson.

Segurança em sistemas térmicos

Outro tema abordado foi a Segurança em Sistemas Térmicos, por Alexandre Fernandes Santos, Técnico em Refrigeração e Ar Condicionado e diretor de Fiscalização e Normas do CRT-04.  Em sua palestra, Santos apresentou a interligação de 14 NRs com temas pertinentes à segurança dos profissionais que atuam em sistemas térmicos. “Essas conexões que apresentei são elementos elencados sob minha ótica profissional. Evidente que devem existir outras ligações entre as NRs, e cabe a nós aprofundarmos esse debate técnico”, disse Alexandre.

Segurança na eletricidade

Também foi contemplada a questão da segurança na eletricidade. Segundo os palestrantes Fernando da Rocha (técnico em Mecânica) e Lallau Rath Neto (técnico em Eletrotécnica), há três pontos essenciais para garantir a segurança dos profissionais envolvidos e da sociedade: o “planejamento, a instalação profissional e o material elétrico a ser utilizado formam um tripé a ser seguido por todos em qualquer tipo de instalação elétrica”. Eles lembraram que a NR-10 regulamenta as condições e requisitos mínimos para garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores em eletricidade. Os técnicos apresentaram ainda os números de uma pesquisa da Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade) que apontam os números de acidentes e óbitos ocorridos por causas elétricas em nosso país.

Segurança na construção civil

Além disso, o seminário aprofundou o tema na área da construção civil. O palestrante Márcio Gamba, técnico em Edificações e diretor Administrativo do CRT-04, apontou os diversos aspectos que envolvem a NR-18 nas rotinas diárias do ambiente profissional e lembrou aos técnicos que por um ‘pequeno descuido’ ou uso incorreto de um EPI (equipamento de proteção individual), está a diferença entre voltar para casa com vida ou não. Gamba lembrou ainda da responsabilidade do técnico ao assinar a TRT: “existe uma corresponsabilidade do técnico quanto ao cumprimento da NR-18 e das outras normas regulamentares no canteiro de obras”.

Presenças

Entre os presentes também estavam os diretores José Carlos Coutinho (Financeiro), Valdivino Alves de Carvalho (Administrativo), Bernardino José Gomes (Fiscalização e Normas), e os conselheiros federais Luiz Tomaz (PR) e Mauro César Miranda, (SC). Os presidentes Gilberto Takao Sakamoto (CRT-SP), João Batista Souza (CRT-02), e Jessé Lira (CRT-03), além do presidente da Federação Nacional dos Técnicos Industriais (Fentec), Wilson Wanderlei Vieira, também prestigiaram a programação.

 

Últimas notícias

Fiscalização apresenta resultados das avaliações de conformidade

Indicadores das atividades de equipes de fiscalização dos onze regionais que integram o Sistema CFT/CRTs relativos ao ano de 2023, colhidos durante as visitas de…
Ler mais...

CFT prestigia posse no Conselho Federal de Contabilidade

Diretoria executiva do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) participou da solenidade prestigiada por deputados, senadores, representantes do Governo Federal, Governo do Distrito Federal, Tribunal…
Ler mais...

CFT aprimora Plano Nacional de Fiscalização Integrada

Normativa aprovada pelo Plenário do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) modifica a resolução nº 190/2022 para aperfeiçoar as diretrizes de planejamento e execução da…
Ler mais...

“O Exercício Profissional Conectado à Proteção da Sociedade”

Reunião nacional organizado pelo Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 4ª Região (CRT-04) destacou a importância do respeito às normas técnicas de segurança no exercício profissional.

O Exercício Profissional Conectado à Proteção da Sociedade“. Este foi o tema do seminário nacional organizado pelo Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 4ª Região (CRT-04) com a finalidade de demonstrar a importâncias do respeito às normas de segurança no exercício profissional. O evento técnico, realizado em Curitiba (PR) na última sexta-feira (17), contou com a presença de dirigentes do Sistema CFT/CRTs, conselheiros federais e regionais, além de técnicos industriais que atuam nos estados do Paraná, Santa Catarina e demais estados brasileiros.

Palavra do presidente

Na avaliação do presidente do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), o seminário promove a valorização da categoria e evidencia a responsabilidade profissional dos técnicos industriais que prestam serviço à sociedade. Solomar Rockembach, que também é técnico aposentado em Eletrônica, ressalta que a iniciativa do CRT-04 reuniu lideranças e profissionais multiplicadores da formação técnica, da segurança do trabalho e do compromisso do Sistema CFT/CRTs em fiscalizar o exercício legal da profissão.

O presidente do conselho regional que abrange os estados do Paraná e Santa Catarina afirma que os objetivos da programação foram alcançados. Waldir Aparecido Rosa ressalta que a proposta do seminário foi promover a capacitação técnica, a valorização profissional e estimular a sociedade a contratar profissionais registrados e habilitados no respectivo conselho de classe. “O CRT-04, assim como os demais regionais do Sistema CFT/CRTs, têm como o compromisso de fiscalizar o exercício legal da profissão e proteger a sociedade. Com este seminário, reforçamos ainda mais as metas da nossa gestão”, salientou o dirigente.

Palestras

Além das normas técnicas as palestras também trataram de segurança em sistemas térmicos, segurança em edificações e segurança em instalações elétricas. No fim do evento, foi realizada uma roda conversa entre palestrantes e o público presente. No final, houve uma mesa de debates com a presença dos palestrantes, quando os participantes tiveram a oportunidade de esclarecer dúvidas.

Proteção à vida

A primeira palestra, intitulada “A Importância das Normas Técnicas – NR1”, foi ministrada pelo  professor em segurança no trabalho, Nélson Dï Souza. “Entendo que a proteção à vida começa junto a nós, técnicos industriais, estendendo-se à sociedade como um todo”, disse. O especialista destacou a questão do assédio e outras formas de violência no ambiente de trabalho, cuja prevenção e combate passam a ter especial atenção na CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), conforme descrito na Norma Regulamentadora-01 (criada em 2018 e que passou a vigorar a partir de janeiro de 2022).  “Sem dúvidas, esse novo regramento tem de ser observado com muita atenção, pois moderniza as relações de trabalho”, salientou Nélson.

Segurança em sistemas térmicos

Outro tema abordado foi a Segurança em Sistemas Térmicos, por Alexandre Fernandes Santos, Técnico em Refrigeração e Ar Condicionado e diretor de Fiscalização e Normas do CRT-04.  Em sua palestra, Santos apresentou a interligação de 14 NRs com temas pertinentes à segurança dos profissionais que atuam em sistemas térmicos. “Essas conexões que apresentei são elementos elencados sob minha ótica profissional. Evidente que devem existir outras ligações entre as NRs, e cabe a nós aprofundarmos esse debate técnico”, disse Alexandre.

Segurança na eletricidade

Também foi contemplada a questão da segurança na eletricidade. Segundo os palestrantes Fernando da Rocha (técnico em Mecânica) e Lallau Rath Neto (técnico em Eletrotécnica), há três pontos essenciais para garantir a segurança dos profissionais envolvidos e da sociedade: o “planejamento, a instalação profissional e o material elétrico a ser utilizado formam um tripé a ser seguido por todos em qualquer tipo de instalação elétrica”. Eles lembraram que a NR-10 regulamenta as condições e requisitos mínimos para garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores em eletricidade. Os técnicos apresentaram ainda os números de uma pesquisa da Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade) que apontam os números de acidentes e óbitos ocorridos por causas elétricas em nosso país.

Segurança na construção civil

Além disso, o seminário aprofundou o tema na área da construção civil. O palestrante Márcio Gamba, técnico em Edificações e diretor Administrativo do CRT-04, apontou os diversos aspectos que envolvem a NR-18 nas rotinas diárias do ambiente profissional e lembrou aos técnicos que por um ‘pequeno descuido’ ou uso incorreto de um EPI (equipamento de proteção individual), está a diferença entre voltar para casa com vida ou não. Gamba lembrou ainda da responsabilidade do técnico ao assinar a TRT: “existe uma corresponsabilidade do técnico quanto ao cumprimento da NR-18 e das outras normas regulamentares no canteiro de obras”.

Presenças

Entre os presentes também estavam os diretores José Carlos Coutinho (Financeiro), Valdivino Alves de Carvalho (Administrativo), Bernardino José Gomes (Fiscalização e Normas), e os conselheiros federais Luiz Tomaz (PR) e Mauro César Miranda, (SC). Os presidentes Gilberto Takao Sakamoto (CRT-SP), João Batista Souza (CRT-02), e Jessé Lira (CRT-03), além do presidente da Federação Nacional dos Técnicos Industriais (Fentec), Wilson Wanderlei Vieira, também prestigiaram a programação.