...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors
Buscar em posts
Buscar em páginas

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors
Buscar em posts
Buscar em páginas

Grupo de Trabalho acompanha cumprimento do programa Emprega + Mulheres

Portaria do Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 1ª Região (CRT-01) nomeia funcionárias do regional e do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) que verificarão a aplicação, no âmbito do acesso ao ensino técnico, do programa que visa estimular a inserção e manutenção de mulheres no mercado de trabalho.

O Sistema CFT/CRTs acompanhará o cumprimento do programa Emprega + Mulheres. O Grupo de Trabalho (GT) Emprega + Mulheres, composto por funcionárias do Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 1ª Região (CRT-01) e do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), vai verificar a aplicabilidade das medidas de estímulo à inserção de mulheres no ensino técnico previstas no programa instituído pela Lei n.º 14.457/2022, que visa estimular a inserção e manutenção de mulheres no mercado de trabalho. 

Segundo Liliam Veronese, gerente Técnica do CRT-01 e coordenadora do GT, um dos destaques será o acompanhamento das ações para priorizar o ingresso das mulheres hipossuficientes vítimas de violência doméstica. “Queremos saber se elas estão ingressando no ensino técnico”, explica a coordenadora, visto que a educação é “uma oportunidade para que elas conquistem a independência financeira e saiam do ciclo de violência”. 

“Queremos dialogar com as delegacias, para que conscientizem as mulheres dessa oportunidade, assim como com Ministérios e com as próprias instituições de ensino, para conhecer e acompanhar as iniciativas de cotas e sua eficácia”, complementa Veronese.

A procuradora jurídica do CFT e coordenadora adjunta do grupo, Shayra Zagre, acrescenta que a normativa estimula ainda a denúncia de violência contra a mulher. “Para ser priorizada, a vítima deve ter o registro de ocorrência policial”, explica a procuradora jurídica, “portanto as vítimas de violência têm mais esse incentivo para procurar a polícia”.

Mulheres em Ação

O Grupo de Trabalho foi criadopor meio da portaria n.º 77/2024 do CRT-01, que entra em vifor após sua publicação no Portal da Transparência do regional. A normativa foi assinada nesta terça-feira (25) em cerimônia realizada no encerramento do evento Mulheres em Ação do GT Ações Inclusivas do regional que abrange Acre, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Na oportunidade, três integrantes do grupo, composto exclusivamente por mulheres funcionárias do CFT e do regional, Liliam Veronese, Shayra zagre e Caroline Ribeiro, supervisora Administrativa do CRT-01, foram parabenizadas pelos presidentes do CFT, Solomar Rockembach e do CRT-01, Marcelo Martins Guimarães.

Em seu pronunciamento, o presidente do CFT afirmou que “todos têm direito a ter uma qualificação profissional que engrandeça suas vidas”. “Parabéns a vocês mulheres, e estamos juntos nessa caminhada”, encerrou Rockembach.

Últimas notícias

Conquistas e desafios serão temas da 5ª Semana Nacional dos Técnicos Industriais

Comissão organizadora do evento promovido pelo Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) prepara programação para evidenciar o protagonismo dos profissionais registrados no Sistema CFT/CRTs no…
Ler mais...

Diretoria executiva valida procedimentos técnicos no ambiente profissional

A partir desta quarta-feira (17/07) o Sistema de Informação dos Conselhos dos Técnicos Industriais (Sinceti) habilita o registro de atividades nas modalidades de Mecânica, Meio…
Ler mais...

Ministério Público Federal acolhe representação do CFT

Procuradoria da República do Distrito Federal investiga possível ilegalidade de resoluções e usurpação do Conselho Federal dos Técnicos Agrícolas (CFTA), sobre atribuições do Conselho Federal…
Ler mais...

Grupo de Trabalho acompanha cumprimento do programa Emprega + Mulheres

Portaria do Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 1ª Região (CRT-01) nomeia funcionárias do regional e do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) que verificarão a aplicação, no âmbito do acesso ao ensino técnico, do programa que visa estimular a inserção e manutenção de mulheres no mercado de trabalho.

O Sistema CFT/CRTs acompanhará o cumprimento do programa Emprega + Mulheres. O Grupo de Trabalho (GT) Emprega + Mulheres, composto por funcionárias do Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 1ª Região (CRT-01) e do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), vai verificar a aplicabilidade das medidas de estímulo à inserção de mulheres no ensino técnico previstas no programa instituído pela Lei n.º 14.457/2022, que visa estimular a inserção e manutenção de mulheres no mercado de trabalho. 

Segundo Liliam Veronese, gerente Técnica do CRT-01 e coordenadora do GT, um dos destaques será o acompanhamento das ações para priorizar o ingresso das mulheres hipossuficientes vítimas de violência doméstica. “Queremos saber se elas estão ingressando no ensino técnico”, explica a coordenadora, visto que a educação é “uma oportunidade para que elas conquistem a independência financeira e saiam do ciclo de violência”. 

“Queremos dialogar com as delegacias, para que conscientizem as mulheres dessa oportunidade, assim como com Ministérios e com as próprias instituições de ensino, para conhecer e acompanhar as iniciativas de cotas e sua eficácia”, complementa Veronese.

A procuradora jurídica do CFT e coordenadora adjunta do grupo, Shayra Zagre, acrescenta que a normativa estimula ainda a denúncia de violência contra a mulher. “Para ser priorizada, a vítima deve ter o registro de ocorrência policial”, explica a procuradora jurídica, “portanto as vítimas de violência têm mais esse incentivo para procurar a polícia”.

Mulheres em Ação

O Grupo de Trabalho foi criadopor meio da portaria n.º 77/2024 do CRT-01, que entra em vifor após sua publicação no Portal da Transparência do regional. A normativa foi assinada nesta terça-feira (25) em cerimônia realizada no encerramento do evento Mulheres em Ação do GT Ações Inclusivas do regional que abrange Acre, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Na oportunidade, três integrantes do grupo, composto exclusivamente por mulheres funcionárias do CFT e do regional, Liliam Veronese, Shayra zagre e Caroline Ribeiro, supervisora Administrativa do CRT-01, foram parabenizadas pelos presidentes do CFT, Solomar Rockembach e do CRT-01, Marcelo Martins Guimarães.

Em seu pronunciamento, o presidente do CFT afirmou que “todos têm direito a ter uma qualificação profissional que engrandeça suas vidas”. “Parabéns a vocês mulheres, e estamos juntos nessa caminhada”, encerrou Rockembach.