...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

Ética e conduta profissional são temas de palestra nacional

Temática foi abordada pelo advogado, economista e consultor Jaques Reolon, na Semana do Técnico Industrial-2022.

Dirigentes, conselheiros e técnicos industriais prestigiaram palestra sobre Código de Ética e de Conduta no âmbito do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT). A temática foi abordada pelo advogado, economista e consultor Jaques Reolon, na Semana do Técnico Industrial-2022. O evento realizado em Brasília entre os dias 20 e 23 de setembro, debateu assuntos ligados ao fortalecimento do Sistema CFT/CRTs e de interesse da categoria formada por mais de 672mil profissionais.

Jaques Reolon ressaltou que o Código de Ética e de Conduta normatiza o trabalho dos detentores de cargos eletivos e também dos funcionários dos conselhos federal e dos regionais. “Vocês são autarquia sim, está na lei, mas não estão no orçamento público não recebem dinheiro público. Os dirigentes não têm jornada, não são nomeados por autoridade pública, são eleitos. Então, vocês estão numa zona cinzenta. Para combater os riscos são necessárias normas claras da atuação como dirigente. Essas normas estão na lei de formação do meu conselho, estão no regimento interno, estão no Código de Ética e de Conduta. Essas normas o deixam mais tranquilo para exercer a função,” destacou.

Especificamente sobre a ética, Jaques Reolon ressaltou que o mesmo é fator central na relação entre a categoria e o garantidor de legitimidade. “Há três tipos de normas que regem qualquer tipo de atividade. A norma jurídica é o que está na lei. A norma moral representa os costumes da sociedade, trata da coletividade. A norma ética está atrelada à individualidade, à minha conduta”, esclareceu.

De acordo com o especialista, o código de ética engloba também a relação que funcionários e dirigentes têm com conselho profissional. “Como é o meu termômetro acerca dessa ética? É a imagem que o meu conselho vai ter perante os funcionários e perante à sociedade. Um bom parâmetro de conduta ética para quem atua no conselho, seja funcionário, seja dirigente, é sempre antes de uma conduta olhar o fator externo. E qual é o fator externo? É o conselho”, arrematou.

Últimas notícias

CFT realiza Encontro Nacional da Comunicação do Sistema CFT/CRTs

Diretores, gerentes e profissionais do grupo de trabalho da autarquia federal e dos onze regionais estão reunidos para palestras de capacitação, compartilhamento de experiências e…
Ler mais...

Prazo para justificativa eleitoral encerra no domingo

Procedimento pode ser feito online pelo SINCETI, sem necessidade de apresentar motivação, para manter a regularidade do registro profissional. Obrigatoriedade do voto é determinada pela…
Ler mais...

Presidente do CFT realiza abertura da capacitação para diretores, conselheiros e colaboradores do CRT-RN

O Presidente do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT), Solomar Rockembach, realizou hoje (6) a abertura da capacitação para diretores, conselheiros e colaboradores do Conselho…
Ler mais...

Ética e conduta profissional são temas de palestra nacional

Temática foi abordada pelo advogado, economista e consultor Jaques Reolon, na Semana do Técnico Industrial-2022.

Dirigentes, conselheiros e técnicos industriais prestigiaram palestra sobre Código de Ética e de Conduta no âmbito do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT). A temática foi abordada pelo advogado, economista e consultor Jaques Reolon, na Semana do Técnico Industrial-2022. O evento realizado em Brasília entre os dias 20 e 23 de setembro, debateu assuntos ligados ao fortalecimento do Sistema CFT/CRTs e de interesse da categoria formada por mais de 672mil profissionais.

Jaques Reolon ressaltou que o Código de Ética e de Conduta normatiza o trabalho dos detentores de cargos eletivos e também dos funcionários dos conselhos federal e dos regionais. “Vocês são autarquia sim, está na lei, mas não estão no orçamento público não recebem dinheiro público. Os dirigentes não têm jornada, não são nomeados por autoridade pública, são eleitos. Então, vocês estão numa zona cinzenta. Para combater os riscos são necessárias normas claras da atuação como dirigente. Essas normas estão na lei de formação do meu conselho, estão no regimento interno, estão no Código de Ética e de Conduta. Essas normas o deixam mais tranquilo para exercer a função,” destacou.

Especificamente sobre a ética, Jaques Reolon ressaltou que o mesmo é fator central na relação entre a categoria e o garantidor de legitimidade. “Há três tipos de normas que regem qualquer tipo de atividade. A norma jurídica é o que está na lei. A norma moral representa os costumes da sociedade, trata da coletividade. A norma ética está atrelada à individualidade, à minha conduta”, esclareceu.

De acordo com o especialista, o código de ética engloba também a relação que funcionários e dirigentes têm com conselho profissional. “Como é o meu termômetro acerca dessa ética? É a imagem que o meu conselho vai ter perante os funcionários e perante à sociedade. Um bom parâmetro de conduta ética para quem atua no conselho, seja funcionário, seja dirigente, é sempre antes de uma conduta olhar o fator externo. E qual é o fator externo? É o conselho”, arrematou.