...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors
Buscar em posts
Buscar em páginas

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

CFT reivindica a inclusão de técnicos industriais em projetos de radiodifusão

Presidente Solomar Rockembach, ao lado do diretor de Fiscalização e Normas, Bernardino José Gomes, apresentou demanda ao Ministro das Comunicações em audiência articulada pelo deputado federal Luiz Carlos Busato (União/RS).

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) reivindica a inclusão dos técnicos industriais entre os profissionais habilitados para a execução de projetos de radiodifusão. O pedido foi apresentado pelo presidente da autarquia federal, Solomar Rockembach, ao Ministro das Comunicações, Juscelino Filho, em audiência articulada pelo deputado federal Luiz Carlos Busato (União/RS). O diretor de Fiscalização e Normas do CFT, Bernardino José Gomes, também participou da reunião, realizada em Brasília na última quarta-feira (30).

Alteração de portaria

No documento entregue ao titular da pasta governamental, o CFT solicita alteração da Portaria nº 4.334/2015. O ato normativo estabelece os requisitos básicos para que fundações e associações comunitárias recebam a outorga dos serviços de radiodifusão sonora, em frequência modulada, operada em baixa potência e com área de cobertura restrita. Entre as exigências está a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), documento que deve ser emitido por profissionais registrados no conselho de classe ao qual os técnicos industriais estavam vinculados antes de vigorar a Lei nº 13.639/2018.

Técnicos industriais em Eletrônica e Telecomunicações

Ao entregar a demanda, o presidente do CFT pleiteou a inclusão do Termo de Responsabilidade Técnica (TRT) no texto da portaria ministerial. Solomar Rockembach reiterou que os técnicos industriais em Eletrônica e Telecomunicações são profissionais legalmente habilitados e devem emitir o documento que atesta a qualidade dos serviços prestados conforme estabelecem, respectivamente, as Resoluções nº 111/2020 e 83/2019, que definem as atribuições, campos de atuação e as prerrogativas profissionais.

Solomar Rockembach e Bernardino Gomes ressaltaram que a atualização da portaria do Ministério das Comunicação, restabelece o direito dos técnicos industriais atuarem na elaboração de estudos, execução de projetos ou na prestação de serviços nas área de transmissão de dados e de voz, incluindo estações de rádios comunitárias, estações de rádio base (ERBs) e estações de enlace.  A manifestação foi apoiada pelo deputado Luiz Carlos Busato.

Palavra do ministro

O ministro Juscelino Filho manifestou-se favorável ao pedido e anunciou que fará encaminhamentos visando a atualização da referida portaria que determina a assinatura de profissional habilitado para a execução de projeto técnico de radiodifusão comunitária.

Últimas notícias

Fiscalização apresenta resultados das avaliações de conformidade

Indicadores das atividades de equipes de fiscalização dos onze regionais que integram o Sistema CFT/CRTs relativos ao ano de 2023, colhidos durante as visitas de…
Ler mais...

CFT prestigia posse no Conselho Federal de Contabilidade

Diretoria executiva do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) participou da solenidade prestigiada por deputados, senadores, representantes do Governo Federal, Governo do Distrito Federal, Tribunal…
Ler mais...

CFT aprimora Plano Nacional de Fiscalização Integrada

Normativa aprovada pelo Plenário do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) modifica a resolução nº 190/2022 para aperfeiçoar as diretrizes de planejamento e execução da…
Ler mais...

CFT reivindica a inclusão de técnicos industriais em projetos de radiodifusão

Presidente Solomar Rockembach, ao lado do diretor de Fiscalização e Normas, Bernardino José Gomes, apresentou demanda ao Ministro das Comunicações em audiência articulada pelo deputado federal Luiz Carlos Busato (União/RS).

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) reivindica a inclusão dos técnicos industriais entre os profissionais habilitados para a execução de projetos de radiodifusão. O pedido foi apresentado pelo presidente da autarquia federal, Solomar Rockembach, ao Ministro das Comunicações, Juscelino Filho, em audiência articulada pelo deputado federal Luiz Carlos Busato (União/RS). O diretor de Fiscalização e Normas do CFT, Bernardino José Gomes, também participou da reunião, realizada em Brasília na última quarta-feira (30).

Alteração de portaria

No documento entregue ao titular da pasta governamental, o CFT solicita alteração da Portaria nº 4.334/2015. O ato normativo estabelece os requisitos básicos para que fundações e associações comunitárias recebam a outorga dos serviços de radiodifusão sonora, em frequência modulada, operada em baixa potência e com área de cobertura restrita. Entre as exigências está a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), documento que deve ser emitido por profissionais registrados no conselho de classe ao qual os técnicos industriais estavam vinculados antes de vigorar a Lei nº 13.639/2018.

Técnicos industriais em Eletrônica e Telecomunicações

Ao entregar a demanda, o presidente do CFT pleiteou a inclusão do Termo de Responsabilidade Técnica (TRT) no texto da portaria ministerial. Solomar Rockembach reiterou que os técnicos industriais em Eletrônica e Telecomunicações são profissionais legalmente habilitados e devem emitir o documento que atesta a qualidade dos serviços prestados conforme estabelecem, respectivamente, as Resoluções nº 111/2020 e 83/2019, que definem as atribuições, campos de atuação e as prerrogativas profissionais.

Solomar Rockembach e Bernardino Gomes ressaltaram que a atualização da portaria do Ministério das Comunicação, restabelece o direito dos técnicos industriais atuarem na elaboração de estudos, execução de projetos ou na prestação de serviços nas área de transmissão de dados e de voz, incluindo estações de rádios comunitárias, estações de rádio base (ERBs) e estações de enlace.  A manifestação foi apoiada pelo deputado Luiz Carlos Busato.

Palavra do ministro

O ministro Juscelino Filho manifestou-se favorável ao pedido e anunciou que fará encaminhamentos visando a atualização da referida portaria que determina a assinatura de profissional habilitado para a execução de projeto técnico de radiodifusão comunitária.