...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors
Buscar em posts
Buscar em páginas

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

CFT isenta taxa de TRT para técnicos voluntários nas áreas afetadas por temporais

TRT-Solidário é instituído para municípios dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina em situação de emergência devido às chuvas intensas, deslizamentos e inundações causadas por ciclone extratropical que atingiu a região sul do País

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais estabeleceu o Termo de Responsabilidade Técnica Solidário (TRT-Solidário) em munícipios dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A medida, instituída pelas resoluções ad referendum nº 30 e 31 de 2023, isenta da taxa de registro do TRT profissionais que atuam solidariamente – ou seja, sem cobrança de honorários – nos municípios em situação de emergência declarada por decretos municipais.

A região sul do Brasil é afetada por chuvas intensas, deslizamentos e alagamentos devido a passagem de um ciclone extratropical. Segundo a Defesa Civil do Rio Grande do Sul, até terça-feira (20) foram registradas mais de 15 mil pessoas estavam desalojadas ou desabrigadas em 48 munícipios atingidos, o que torna este o maior desastre natural relacionado a chuvas dos últimos 40 anos no estado.

Segundo o diretor de Fiscalização e Normas do CFT, Bernardino José Gomes, o objetivo dos atos ad referendum, que são prerrogativa do presidente do CFT em casos em que seja necessária urgência, reforça a importância da medida.

“O CFT, ao lado dos Conselhos Regionais os técnicos Industriais do Rio Grande do Sul (CRT-RS) e da 4ª Região (CRT-04), que abrange o estado de Santa Catarina, está permitindo que o profissional atenda a população atingida”, explica o diretor.

Segundo as resoluções, o TRT-Solidário está vigente para áreas do município de Praia Grande, em Santa Catarina, e nos municípios pertencentes às regiões Litoral Norte, Vale dos Sinos, Paranhana, Caí e da região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Ambas as normativas têm caráter temporário: a de número 30, que diz respeito às regiões gaúchas, tem duração de 120 dias, enquanto a resolução nº 31, para os municípios catarinenses, tem duração de 180 dias.

Últimas notícias

Presidente do CFT destaca importância da Itaipu Binacional

Companhia pública, líder mundial em geração de energia, fundada em 17 de maio de 1974, completa 50 anos de história.  
Ler mais...

Encontro das Diretorias Administrativas aborda gestão de pessoas

Boas práticas e processos de recursos humanos são o principal assunto da manhã do segundo dia da reunião, realizada na sede do Conselho Federal dos…
Ler mais...

Na Câmara dos Deputados, CFT participa de homenagem à Itaipu Binacional

Em sessão solene proposta pela deputada Gleisi Helena Hoffmann (PT-PR), Câmara dos Deputados celebrou o 50º aniversário de fundação da companhia pública criada e regida…
Ler mais...

CFT isenta taxa de TRT para técnicos voluntários nas áreas afetadas por temporais

TRT-Solidário é instituído para municípios dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina em situação de emergência devido às chuvas intensas, deslizamentos e inundações causadas por ciclone extratropical que atingiu a região sul do País

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais estabeleceu o Termo de Responsabilidade Técnica Solidário (TRT-Solidário) em munícipios dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A medida, instituída pelas resoluções ad referendum nº 30 e 31 de 2023, isenta da taxa de registro do TRT profissionais que atuam solidariamente – ou seja, sem cobrança de honorários – nos municípios em situação de emergência declarada por decretos municipais.

A região sul do Brasil é afetada por chuvas intensas, deslizamentos e alagamentos devido a passagem de um ciclone extratropical. Segundo a Defesa Civil do Rio Grande do Sul, até terça-feira (20) foram registradas mais de 15 mil pessoas estavam desalojadas ou desabrigadas em 48 munícipios atingidos, o que torna este o maior desastre natural relacionado a chuvas dos últimos 40 anos no estado.

Segundo o diretor de Fiscalização e Normas do CFT, Bernardino José Gomes, o objetivo dos atos ad referendum, que são prerrogativa do presidente do CFT em casos em que seja necessária urgência, reforça a importância da medida.

“O CFT, ao lado dos Conselhos Regionais os técnicos Industriais do Rio Grande do Sul (CRT-RS) e da 4ª Região (CRT-04), que abrange o estado de Santa Catarina, está permitindo que o profissional atenda a população atingida”, explica o diretor.

Segundo as resoluções, o TRT-Solidário está vigente para áreas do município de Praia Grande, em Santa Catarina, e nos municípios pertencentes às regiões Litoral Norte, Vale dos Sinos, Paranhana, Caí e da região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Ambas as normativas têm caráter temporário: a de número 30, que diz respeito às regiões gaúchas, tem duração de 120 dias, enquanto a resolução nº 31, para os municípios catarinenses, tem duração de 180 dias.