...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors
Buscar em posts
Buscar em páginas

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

CFT investe em tecnologia e amplia mecanismos de transparência e prestação de contas

O Sistema de Informação dos Conselhos dos Técnicos Industriais (Sinceti) já está pronto para atender as exigências do Tribunal de Contas da União (TCU), referente às atividades de fiscalização do exercício profissional. A informação é do diretor de Fiscalização e Normas do CFT e foi repassada aos representantes dos conselhos regionais que participam do 17º Fórum de Presidentes do Sistema CFT/CRT’s. De acordo com Bernardino Gomes o investimento em tecnologia resultou em novas ferramentas que ampliam a transparência e fortalecem os mecanismos de prestação de contas à sociedade.

Entre as inovações está a ferramenta que permite a emissão de relatórios de gestão. No relato em tempo real é possível averiguar que o Sistema CFT/CRT’s realizou – no ano de 2021 – mais de 22 mil ações de fiscalização, principalmente preventivas. “A fiscalização deve ser sempre educativa, orientativa e preventiva. Não apenas punitiva, como a maioria das pessoas têm no imaginário”, reforça o diretor Bernardino José Gomes.

Orientações do TCU

O Acórdão 1925/2019 do Tribunal de Contas da União trata sobre Fiscalização de Orientação Centralizada (FOC). O documento foi produzido com o objetivo de avaliar os sistemas de controle de 28 conselhos federais e 531 regionais, abrangendo receitas, despesas e o exercício profissional em diversas áreas.

Bernardino Gomes destaca que o tratamento de dados no âmbito da diretoria de Fiscalização e Controle, cumpre as recomendações do TCU e fortalece o controle social sobre a autarquia federal que representa mais de 650 mil técnicos os técnicos industriais.

Migração

Na próxima segunda-feira (24) será concluída a migração do Sistema Gestor de Demandas (SGD) da nuvem para servidores físicos do CFT. Bernardino José Gomes salienta que a migração torna-se necessária para ampliar o sistema de segurança da informação previas à implantação do Sistema de Dados dos Técnicos Industriais (SDTI), que será instalado na nuvem contratada. O SDTI será utilizado pelo CFT para armazenamento, tratamento e comparação de todos os dados dos técnicos industriais, empresas e pessoas físicas e jurídicas, com medidas rígidas de acesso e segurança.

Fotos: Antonio Grzybowski

Últimas notícias

CFT participa de lançamento do Selo Amigo da Escola

Projeto idealizado pelo Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado do Rio de Janeiro (CRT-RJ), pretende estimular e reconhecer o ensino técnico de qualidade oferecido…
Ler mais...

CFT prestigia lançamento de novo campus do Instituto Federal de Brasília

Presidente Solomar Rockembach participou do lançamento da pedra fundamental do projeto que será construído em uma das regiões administrativas mais populosas do Distrito Federal.
Ler mais...

Presidente do Senado recebe convite do CFT

Senador Rodrigo Pacheco (PSD/RO) foi convidado pelo presidente Solomar Rockembach para participar da Semana Nacional do Técnico Industrial 2024. Quinta edição do evento promovido pelo…
Ler mais...

CFT investe em tecnologia e amplia mecanismos de transparência e prestação de contas

O Sistema de Informação dos Conselhos dos Técnicos Industriais (Sinceti) já está pronto para atender as exigências do Tribunal de Contas da União (TCU), referente às atividades de fiscalização do exercício profissional. A informação é do diretor de Fiscalização e Normas do CFT e foi repassada aos representantes dos conselhos regionais que participam do 17º Fórum de Presidentes do Sistema CFT/CRT’s. De acordo com Bernardino Gomes o investimento em tecnologia resultou em novas ferramentas que ampliam a transparência e fortalecem os mecanismos de prestação de contas à sociedade.

Entre as inovações está a ferramenta que permite a emissão de relatórios de gestão. No relato em tempo real é possível averiguar que o Sistema CFT/CRT’s realizou – no ano de 2021 – mais de 22 mil ações de fiscalização, principalmente preventivas. “A fiscalização deve ser sempre educativa, orientativa e preventiva. Não apenas punitiva, como a maioria das pessoas têm no imaginário”, reforça o diretor Bernardino José Gomes.

Orientações do TCU

O Acórdão 1925/2019 do Tribunal de Contas da União trata sobre Fiscalização de Orientação Centralizada (FOC). O documento foi produzido com o objetivo de avaliar os sistemas de controle de 28 conselhos federais e 531 regionais, abrangendo receitas, despesas e o exercício profissional em diversas áreas.

Bernardino Gomes destaca que o tratamento de dados no âmbito da diretoria de Fiscalização e Controle, cumpre as recomendações do TCU e fortalece o controle social sobre a autarquia federal que representa mais de 650 mil técnicos os técnicos industriais.

Migração

Na próxima segunda-feira (24) será concluída a migração do Sistema Gestor de Demandas (SGD) da nuvem para servidores físicos do CFT. Bernardino José Gomes salienta que a migração torna-se necessária para ampliar o sistema de segurança da informação previas à implantação do Sistema de Dados dos Técnicos Industriais (SDTI), que será instalado na nuvem contratada. O SDTI será utilizado pelo CFT para armazenamento, tratamento e comparação de todos os dados dos técnicos industriais, empresas e pessoas físicas e jurídicas, com medidas rígidas de acesso e segurança.

Fotos: Antonio Grzybowski