...

Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Somente resultados exatos
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors
Buscar em posts
Buscar em páginas

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

CFT define atribuições dos técnicos em Manutenção de Máquinas Industriais

Técnicos responsáveis por elaborar estudos e procedimentos, coordenador equipes e executar projetos para garantir o funcionamento de equipamentos empregados em indústrias como as de mineração, alimentícia e siderúrgica agora têm suas atribuições, campos de atuação e prerrogativas asseguradas por normativa do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) 

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) emitiu a resolução nº 216/2023, que define as atribuições dos técnicos em Manutenção de Máquinas Industriais. A normativa detalha as atribuições e campos de atuação do profissional responsável por elaborar estudos e procedimentos, coordenador equipes e executar projetos para garantir o funcionamento de equipamentos empregados nas indústrias, como as de mineração, agrícola, alimentícia, automotiva, siderúrgica e demais áreas de competência do profissional.

A normativa também assegura aos técnicos da modalidade a prerrogativa de atuar como perito, e destaca que a emissão do TRT é indispensável para regularização das atividades especificadas. O texto foi aprovado no primeiro dia da 30ª reunião ordinária do colegiado máximo do CFT, que é composto pela diretoria executiva da autarquia federal e por 27 conselheiros federais que representam todas as unidades da Federação.

O técnico em Manutenção de Máquinas Industriais, segundo o texto da normativa, pode gerenciar, supervisionar, planejar, e executar os trabalhos em sua área de formação, prestar assistência técnica, assim como ministrar disciplinas técnicas em sua especialidade. Além das atribuições elencadas na normativa, também é assegurado ao técnico o direito de exercer outras atribuições, desde que compatíveis com sua formação.

Dia a dia

Cristian Oliveira dos Santos é técnico em Manutenção de Máquinas Industriais e hoje coordena equipe em uma empresa multinacional que atua na área automotiva no estado do Rio Grande do Sul. Ele realizou o curso de Manutenção de Máquinas Industriais oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) unidade Visconde de Mauá, localizado na capital do estado, Porto Alegre.

O líder de equipe começou na empresa como operador, atuou como controlador de fornos e conquistou o cargo atual, onde lidera uma equipe formada por profissionais da área de metalurgia. “Realizamos manutenção de nossos equipamentos, incluindo a atuação preditiva e preventiva”, explica Santos.

O profissional lembra que a formação técnica o preparou, também, para administrar equipes de trabalhadores. “O curso me ajudou muito a aprender sobre elaboração de procedimentos, de Instruções de Trabalho, entre outros”, destaca.

Santos afirma que a atuação profissional envolve o trabalho conjunto com profissionais, entre eles técnicos. “Eu sou capaz de solucionar problemas específicos, e quando encontro problemas mais complicados, conto com o auxílio de mecânicos, técnicos em Mecânica, em Eletrônica, dando suporte”, pontua o líder de equipe.

Formação

Segundo o coordenador do curso de Manutenção de Máquinas Industriais do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, oferecido no Campus Centro Histórico – Extensão Itaqui Bacanga, localizado em São Luis, a formação prepara o aluno para atuar em um mercado de trabalho abrangente. “O curso entra na parte mecânica, de manutenção de equipamentos como os motores, e é voltado especificamente para a área da indústria”, esclarece Mendes.

O coordenador destaca que, em São Luís, o profissional técnico encontra muitas oportunidades nas indústrias de mineração, metalúrgica e de alimentos e bebidas. “O complexo portuário do Itaqui, por exemplo, tem instalações da Vale, da Alumar, que refina alumina, e muitos alunos também conseguem vagas na Ambev”, sublinha o Natanael Mendes, lembrando que os egressos podem atuar também em ocupações muito diversas. “O nosso curso integrado permite que o aluno termine o Ensino Médio e já vá para o técnico, que somados equivalem a aproximadamente 4.120 horas-aula”, finaliza o coordenador.

Segundo a página do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT), o curso de Manutenção de Máquinas Industriais habilita o profissional a atuar, entre outros, no desenvolvimento de projetos de manutenção, reconhecer tecnologias inovadoras no segmento e atender a normas e padrões técnicos de qualidade, saúde e segurança, e meio ambiente. A página, do ministério da Educação, enquadra o curso no eixo de Controle e Processos Industriais, o mesmo de cursos como Eletrotécnica, Mecânica e Metalurgia.

Últimas notícias

CFT participa de lançamento do Selo Amigo da Escola

Projeto idealizado pelo Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado do Rio de Janeiro (CRT-RJ), pretende estimular e reconhecer o ensino técnico de qualidade oferecido…
Ler mais...

CFT prestigia lançamento de novo campus do Instituto Federal de Brasília

Presidente Solomar Rockembach participou do lançamento da pedra fundamental do projeto que será construído em uma das regiões administrativas mais populosas do Distrito Federal.
Ler mais...

Presidente do Senado recebe convite do CFT

Senador Rodrigo Pacheco (PSD/RO) foi convidado pelo presidente Solomar Rockembach para participar da Semana Nacional do Técnico Industrial 2024. Quinta edição do evento promovido pelo…
Ler mais...

CFT define atribuições dos técnicos em Manutenção de Máquinas Industriais

Técnicos responsáveis por elaborar estudos e procedimentos, coordenador equipes e executar projetos para garantir o funcionamento de equipamentos empregados em indústrias como as de mineração, alimentícia e siderúrgica agora têm suas atribuições, campos de atuação e prerrogativas asseguradas por normativa do Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) 

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) emitiu a resolução nº 216/2023, que define as atribuições dos técnicos em Manutenção de Máquinas Industriais. A normativa detalha as atribuições e campos de atuação do profissional responsável por elaborar estudos e procedimentos, coordenador equipes e executar projetos para garantir o funcionamento de equipamentos empregados nas indústrias, como as de mineração, agrícola, alimentícia, automotiva, siderúrgica e demais áreas de competência do profissional.

A normativa também assegura aos técnicos da modalidade a prerrogativa de atuar como perito, e destaca que a emissão do TRT é indispensável para regularização das atividades especificadas. O texto foi aprovado no primeiro dia da 30ª reunião ordinária do colegiado máximo do CFT, que é composto pela diretoria executiva da autarquia federal e por 27 conselheiros federais que representam todas as unidades da Federação.

O técnico em Manutenção de Máquinas Industriais, segundo o texto da normativa, pode gerenciar, supervisionar, planejar, e executar os trabalhos em sua área de formação, prestar assistência técnica, assim como ministrar disciplinas técnicas em sua especialidade. Além das atribuições elencadas na normativa, também é assegurado ao técnico o direito de exercer outras atribuições, desde que compatíveis com sua formação.

Dia a dia

Cristian Oliveira dos Santos é técnico em Manutenção de Máquinas Industriais e hoje coordena equipe em uma empresa multinacional que atua na área automotiva no estado do Rio Grande do Sul. Ele realizou o curso de Manutenção de Máquinas Industriais oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) unidade Visconde de Mauá, localizado na capital do estado, Porto Alegre.

O líder de equipe começou na empresa como operador, atuou como controlador de fornos e conquistou o cargo atual, onde lidera uma equipe formada por profissionais da área de metalurgia. “Realizamos manutenção de nossos equipamentos, incluindo a atuação preditiva e preventiva”, explica Santos.

O profissional lembra que a formação técnica o preparou, também, para administrar equipes de trabalhadores. “O curso me ajudou muito a aprender sobre elaboração de procedimentos, de Instruções de Trabalho, entre outros”, destaca.

Santos afirma que a atuação profissional envolve o trabalho conjunto com profissionais, entre eles técnicos. “Eu sou capaz de solucionar problemas específicos, e quando encontro problemas mais complicados, conto com o auxílio de mecânicos, técnicos em Mecânica, em Eletrônica, dando suporte”, pontua o líder de equipe.

Formação

Segundo o coordenador do curso de Manutenção de Máquinas Industriais do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, oferecido no Campus Centro Histórico – Extensão Itaqui Bacanga, localizado em São Luis, a formação prepara o aluno para atuar em um mercado de trabalho abrangente. “O curso entra na parte mecânica, de manutenção de equipamentos como os motores, e é voltado especificamente para a área da indústria”, esclarece Mendes.

O coordenador destaca que, em São Luís, o profissional técnico encontra muitas oportunidades nas indústrias de mineração, metalúrgica e de alimentos e bebidas. “O complexo portuário do Itaqui, por exemplo, tem instalações da Vale, da Alumar, que refina alumina, e muitos alunos também conseguem vagas na Ambev”, sublinha o Natanael Mendes, lembrando que os egressos podem atuar também em ocupações muito diversas. “O nosso curso integrado permite que o aluno termine o Ensino Médio e já vá para o técnico, que somados equivalem a aproximadamente 4.120 horas-aula”, finaliza o coordenador.

Segundo a página do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT), o curso de Manutenção de Máquinas Industriais habilita o profissional a atuar, entre outros, no desenvolvimento de projetos de manutenção, reconhecer tecnologias inovadoras no segmento e atender a normas e padrões técnicos de qualidade, saúde e segurança, e meio ambiente. A página, do ministério da Educação, enquadra o curso no eixo de Controle e Processos Industriais, o mesmo de cursos como Eletrotécnica, Mecânica e Metalurgia.