Central de atendimento ao Técnico

0800 016 1515

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

CONHEÇA O CRT DA SUA REGIÃO:

Brasil vive aumento de acidentes com manutenções de rede elétrica realizadas por mão de obra não qualificada

  • 7 de agosto de 2019

Dentre os 891 acidentes registrados no ano passado, a maioria ocorreu durante obras e reparos realizados em casas e prédios, pelos próprios moradores sem conhecimento técnico

Segundo a Abradee, a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica, o Brasil contabilizou 891 vítimas de descargas elétricas em 2018, das quais 271 morreram. A maior parte das mortes ocorreu durante obras e manutenções prediais – em outras palavras, pequenos consertos em casa – que embora pareçam simples, conferem alto risco, principalmente se não forem executados por profissionais habilitados.

Nesta quarta (07/8), a Rede Globo divulgou reportagem, no telejornal “Bom Dia, Brasil”, sobre os riscos de se fazer qualquer tipo de manutenção predial por conta própria – uma vez que muitos brasileiros priorizam economizar deixando de contratar profissionais especializados, em detrimento da própria segurança.

Segundo Marcelo Puertas, Diretor de Alta Tensão/Enel da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica, a cultura do improviso deve ser combatida, de modo que os brasileiros se atentem para importância de contratarem um profissional, para que com mão de obra especializada de técnicos e técnicas em construção civil, edificações e eletrotécnica sejam evitados reveses e acidentes.

No mesmo dia, o Conselho Federal dos Técnicos Industriais promoveu o I Seminário de Fiscalização dos Conselhos de Técnicos Industriais, evento que recebeu os Conselhos Regionais em Brasília com o objetivo de apresentar novas diretrizes de fiscalização, mediante as especificidades de cada região do Brasil.

Na ocasião, debateu-se também a disseminação de informação, por meio de ações educativas que pontuem a contratação de serviços prestados por técnicos e técnicas industriais – além do objetivo de coibir o exercício ilegal da profissão.

Enquanto órgão de fiscalização, o CFT, cuja criação se deu pela Lei nº 13.639 de 2018, tem promovido treinamentos, seminários e adesão a sistemas de informatização de ponta. Dessa forma, o Conselho corrobora para a ampliação da atuação dos técnicos e técnicas registrados e devidamente certificados – e com a segurança da sociedade, que obtém a garantia de contratar serviços qualificados.

Assista a reportagem aqui

Últimas notícias

A SEEDF, Secretaria de Estado de Educação do DF, disponibiliza 4 mil vagas para cursos técnicos

As inscrições estão abertas à comunidade e devem ser realizadas até 1º de dezembro. A SEEDF deu início nesta terça (19/11) ao processo seletivo para…
Ler mais...

Dia da Consciência Negra: “é preciso lembrar para não esquecer”.

A data celebra a influência da cultura africana na identidade do Brasil, os protagonistas da historiografia negra brasileira e atenta para o combate ao racismo.…
Ler mais...

CFT publica novas resoluções

As novas resoluções normatizam Atribuições dos Técnicos em Telecomunicações, Carteira Profissional Definitiva, Valores de Taxas para 2020, Laudos Técnicos de Arqueação de Granéis, Registro de…
Ler mais...

Brasil vive aumento de acidentes com manutenções de rede elétrica realizadas por mão de obra não qualificada

  • 7 de agosto de 2019

Dentre os 891 acidentes registrados no ano passado, a maioria ocorreu durante obras e reparos realizados em casas e prédios, pelos próprios moradores sem conhecimento técnico

Segundo a Abradee, a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica, o Brasil contabilizou 891 vítimas de descargas elétricas em 2018, das quais 271 morreram. A maior parte das mortes ocorreu durante obras e manutenções prediais – em outras palavras, pequenos consertos em casa – que embora pareçam simples, conferem alto risco, principalmente se não forem executados por profissionais habilitados.

Nesta quarta (07/8), a Rede Globo divulgou reportagem, no telejornal “Bom Dia, Brasil”, sobre os riscos de se fazer qualquer tipo de manutenção predial por conta própria – uma vez que muitos brasileiros priorizam economizar deixando de contratar profissionais especializados, em detrimento da própria segurança.

Segundo Marcelo Puertas, Diretor de Alta Tensão/Enel da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica, a cultura do improviso deve ser combatida, de modo que os brasileiros se atentem para importância de contratarem um profissional, para que com mão de obra especializada de técnicos e técnicas em construção civil, edificações e eletrotécnica sejam evitados reveses e acidentes.

No mesmo dia, o Conselho Federal dos Técnicos Industriais promoveu o I Seminário de Fiscalização dos Conselhos de Técnicos Industriais, evento que recebeu os Conselhos Regionais em Brasília com o objetivo de apresentar novas diretrizes de fiscalização, mediante as especificidades de cada região do Brasil.

Na ocasião, debateu-se também a disseminação de informação, por meio de ações educativas que pontuem a contratação de serviços prestados por técnicos e técnicas industriais – além do objetivo de coibir o exercício ilegal da profissão.

Enquanto órgão de fiscalização, o CFT, cuja criação se deu pela Lei nº 13.639 de 2018, tem promovido treinamentos, seminários e adesão a sistemas de informatização de ponta. Dessa forma, o Conselho corrobora para a ampliação da atuação dos técnicos e técnicas registrados e devidamente certificados – e com a segurança da sociedade, que obtém a garantia de contratar serviços qualificados.

Assista a reportagem aqui